Destaque do período 2T10

Volume de vendas consolidado atinge 94,8 mil t no 2T10, contra 102,7 mil t mil t no 2T09, com queda provocada pela parada de manutenção em abril de 2010, (contra março de 2009), porém ficando 8,9% acima dos 87 mil t do 1T10, sendo em grande parte explicado pelo aumento nos produtos de maior valor agregado na Divisão Cobre e na Divisão Fertilizantes pelo forte crescimento de volume sobre o 1T10, tendo ficado estável sobre o 2T09;
 
Destaque para o crescimento de 26,2% no volume de semimanufaturados de cobre no 2T10 contra o 2T09 e de 12% sobre o 1T10, pela crescente demanda verificada nos setores automotivo, de construção civil, produtos de consumo eletroeletrônico, energia, refrigeração e aquecimento, bem como a linha hidrolar.
 
O preço médio do cobre na LME foi de USD 7.027/t no 2T10, 50,7% acima da média de USD 4.663/t do 2T09, mostrando a recuperação na demanda global no período pós-crise, em especial pelas economias asiáticas. No período recente, o preço dos metais, foi afetado pela crise na zona do Euro, levando a uma queda de 2,8% no preço do cobre na LME, que foi em média de USD 7.232 / t no 1T10;
 
O preço médio do cobre na LME foi de USD 7.027/t no 2T10, 50,7% acima da média de USD 4.663/t do 2T09, mostrando a recuperação na demanda global no período pós-crise, em especial pelas economias asiáticas. No período recente, o preço dos metais, foi afetado pela crise na zona do Euro, levando a uma queda de 2,8% no preço do cobre na LME, que foi em média de USD 7.232 / t no 1T10;
 
Taxa média de câmbio caiu 13,9% no 2T10 (R$/US$1,79) contra o 2T09 (R$/US$2,07), redução de 0,6% sobre a média do 1T10 (R$/US$ 1,80);
 
Receita líquida de R$628,6 milhões aumenta 5,2% no 2T10 sobre o 2T09;
 
Receita líquida no mercado interno de R$ 440,1 milhões no 2T10 foi 89,5% superior ao 2T09 e 9,1% acima do 1T10, respondendo por 70,0% da receita líquida total no 2T10 (contra 38,9% no 2T09 e 55,2% no 1T10), como resultado da estratégia de crescimento no mercado local e mix de produtos de maior valor agregado;
 
Lucro bruto cresce pelo 4º trimestre consecutivo, atinge R$60,3 milhões, com margem bruta de 9,6% no 2T10, 24,8% acima do 1T10 (forte recuperação sobre o prejuízo bruto de R$12,1 milhões do 2T09);
 
EBITDA de R$53,5 milhões, margem de 8,5% no 2T10, 87,0% acima do 1T10, com recuperação sobre o EBITDA negativo de R$43,4 milhões no 2T09;
 
Receita financeira líquida de R$14,7 milhões no 2T10, contra um prejuízo de R$3,5 milhões no 1T10, devido à maior redução nas despesas financeiras (-3,4%), do que nas receitas financeiras (-1,7%), face comportamento do câmbio e ganhos com os instrumentos financeiros derivativos e o hedge de valor justo de estoques;
 
Lucro líquido de R$ 47,4 milhões e margem líquida de 7,5% no 2T10 foi 86,2% superior ao 1T10, face melhora no resultado operacional e financeiro;
 
Lucro líquido ajustado foi de R$50,4 milhões, com margem líquida de 8,2% no 2T10 (sem as receitas/despesas não-recorrentes;
 
Caixa líquida em 30/Jun/10 de R$191,7 milhões face política de redução e alongamento de dívida e queda nas disponibilidades, em função da capitalização da subsidiária Cibrafértil;
 
Em 30/Jun/10 foi efetuada a capitalização da Cibrafértil no valor de R$60 milhões, decorrentes de créditos para formação do Adiantamento para Futuro Aumento de Capital (AFAC), aprovado em RCA de 23/Jun/10;
 
OPA Voluntária da Vale - Fato Relevante de 29/07/10: A Paranapanema comunicou aos seus acionistas por Fato Relevante - FR, que teve conhecimento de FR divulgado por Vale S.A. ("Vale"), por meio do qual esta informou ao mercado sobre oferta pública voluntária ("OPA") visando a aquisição de 100% das ações ordinárias de emissão da Companhia, ao preço de R$6,30 por ação ordinária, sendo que a eficácia da OPA está condicionada à aquisição de pelo menos 50% mais uma ação ordinária. A Vale publicou o Edital do leilão da OPA no dia 02/08/10, com os detalhes da operação. A Companhia recomenda aos seus acionistas a leitura do referido FR assim como do edital e Laudo de Avaliação relacionados à OPA que, estão à disposição no site da Companhia e o da Vale. O leilão foi marcado para o dia 01/09/10 às 15h00 na BM&FBovespa, não tendo ocorrido nenhuma OPA concorrente (interferência no leilão).

2014 © PARANAPANEMA . Todos os direitos reservados